Conheça Lille, na França

janeiro 11, 2012 Postado por
capa

França é um país indiscutivelmente fascinante. Desde as belezas da capital Paris às cidades litorâneas ou do interior, não faltam cenários românticos, elegantes ou bucólicos. E é entre esses destinos apaixonantes que está a cidade de Lille.

Localizada no norte da FrançaLille nasceu às margens do Rio Deûle, ainda nos primeiros anos do século 10. O pequeno povoado se desenvolveu em torno de seu porto, tornando-se uma cidade essencialmente povoada por mercadores e viajantes. Após pertencer a vários países, Lille foi conquistada pelos franceses em meados do século 17, e hoje é uma das quatro maiores áreas metropolitanas da França.

Mas não é apenas a forte economia baseada no setor de serviços que mantém Lille entre as principais cidades francesas. Em 2004, a cidade foi considerada Capital Europeia da Cultura. Com uma história rica, valorizada e preservada, e ligada às principais cidades europeias através da rede ferroviária, Lille se tornou também um dos destinos turísticos mais procurados na França. E não é à toa.

Atrações em Lille

Em Lille, não pode faltar história e muita cultura em seu roteiro. Comece pelo Palais des Beaux-Arts de Lille, um dos primeiros museus franceses, situado em uma característica construção do século 19. O museu abriga variadas peças, que vão de pinturas e esculturas a artefatos históricos de todas as épocas, incluindo a Idade Média e a Renascença europeias.

Lille é rica em museus interessantes. Entre os mais procurados, estão o Musée D’Histoire Naturelle, que conta com 400 milhões de anos da história das espécies, o LaM, museu de arte moderna e contemporânea, e mais uma série de museus que retratam a história e cultura locais, entre eles o Musée des Arts et Traditions Populaires (Museu de Artes e Tradições Populares), Musée des Moulins (Museu dos Moinhos), Musée de la Poupette et du Jouet Ancien (Museu da Boneca e do Brinquedo Antigo), entre outros.

Mas a parada obrigatória da cidade é a Vieux-Lille, sua região mais antiga. Nela se concentram algumas das construções históricas mais belas e grandiosas. Uma delas é o Hospice Comtesse, um edifício que mistura características de diversos séculos em sua arquitetura, da Idade Média ao século 19. Hoje, os turistas podem ver de perto peças de mobiliário dos séculos passados no museu local, além de algumas das mais importantes exposições itinerantes.

As casas de época na Vieux-Lille. Foto: Shutterstock.com

Também na Vieux-Lille está a Vieille Bourse, construída no ano de 1652. No local, jogadores de xadrez e vendedores de livros se reúnem todas as tardes, e no verão, dançarinos apresentam belas coreografias de tango. A construção é composta por 24 casas idênticas, com pilastras ornamentadas por cariátides (esculturas que representam meio-corpo de homens ou mulheres, geralmente retratadas segurando as colunas). O mesmo capricho com os detalhes está nas janelas e portas, repletas de entalhes e esculturas simbólicas.

A uma pequena distância está o Palais Rihour, construído no século 15 pelo então Duque de Borgonha, Philippe Le Bon. A construção é uma das únicas representantes do estilo gótico em Lille e hoje abriga o Posto de Turismo de Lille. Na Salle du Conclave, ou Salão do Conclave, belíssimos vitrais enfeitam o ambiente que recebe hoje alguns dos mais importantes eventos de Lille.

No Posto de Turismo do Palais Rihour, os turistas podem agendar visitas à La Citadelle, construída no século 17 por ordem do rei Luís XIV. Originalmente, a pequena cidade era cercada por uma fortificação característica, em formato de pentágono. As visitas acontecem aos domingos, de maio a outubro e em algumas datas especiais nos demais meses. Os turistas devem fazer a reserva até o meio-dia da quinta-feira antes do passeio.

catedral de Lille, conhecida como Cathédrale Notre-Dame de la Treille, teve sua pedra fundamental lançada em 1854, sendo concluída apenas 43 anos depois. Ao longo dos anos, a construção o sofreu algumas alterações e restaurações, mas preserva ainda grande parte da estrutura original.

A Catedral de Lille, construída no século 19. Foto: Shutterstock.com

Nos arredores da Vieux-Lille, está um dos principais pontos de encontro de turistas e moradores: a Grand Place. Essa praça repleta de jardins planejados e cercada pelas construções históricas é um dos espaços de lazer mais concorridos de Lille.

Outra construção interessante é o Hôtel de Ville, construído entre 1924 e 1932. Seu campanário, com 104 metros de altura, foi considerado um patrimônio mundial pela UNESCO.

Complete o passeio com uma caminhada pelo Euralille, um moderno bairro inaugurado em 1994 e que recebeu contribuições de vários arquitetos de renome. Nessa região está a estação de trens TGV Lille Europe, o Lille Grand Palais (centro de convenções, exposições e sala de espetáculos) e o centro comercial Euralille.

A Euralille é a região mais moderna da cidade. Foto: Shutterstock.com

Gastronomia e cultura em Lille

Lille possui diversos mercados interessantes, muitos deles dedicados a ingredientes e alimentos típicos. O mais famoso é o Marché des Wazemmes, que reúne comerciantes de frutas, verduras, legumes e flores, entre outros itens. O Marché Biologique acontece no 2º e 4º domingo de todo mês e oferece também variados alimentos, de frutas a laticínios. Você também encontrará bons lanches no Marché de Lille Sud, Marché de Saint Maurice Pellevoisin e o Marché du Concert, entre outros.

Mas não são apenas os mercados gastronômicos que chamam a atenção. Lille também realiza o Marché aux Puces, ou Mercado da Pulgas, que acontece todo domingo próximo ao Marché de Wazemmes. O Marché D’Hellemmes e o Marché Vauban comercializam tecidos e artigos de armarinho. O Marché de la Vieille Bourse, na Vieille Bourse, comercializa livros e outras antiguidades.

Além dos mercados, Lille possui ótimas lojas de decoração, arte e de renome, como Bulgari e Hugo Boss, que podem ser encontradas em lojas de grande porte como as galerias Lafayette,  L’Usine Printemps.

A noite é também um atrativo nessa charmosa cidade. Entre as opções de bares estão o Le Farafina, com decoração inspirada na África ocidental, oL’Echiquier, localizado no Hotel Alliance e o Le Boreal, que conta com shows ao vivo de jazz e outros estilos. Se você aprecia um ambiente mais refinado, conheça o Le Café Livres ou o Le Monde Moderne. Ambos contam com atrações como livraria, exposições e eventos culturais.

Lille possui também uma grande variedade de restaurantes, que servem pratos nacionais e internacionais. O Swanny V funciona em um barco no porto e serve pratos tradicionais. Outro bom local para provar as receitas locais é o restaurante do Palais des Beaux-Arts, que fica junto ao museu. O La Vieille France serve pratos típicos de várias regiões francesas e o Le Chat Qui Fume possui um ambiente típico dos pequenos restaurantes franceses. Durante sua estada, prove os Moules Frites, ou mexilhões fritos, um dos pratos mais tradicionais de Lille.

O Palácio de Belas Artes é um dos museus mais prestigiados da França. Foto: Shutterstock.com

Transporte e hospedagem

Aeroporto Internacional de Lille-Lesquin está a apenas 10 km do centro da cidade. Os turistas podem chegar à região de Euralille em 20 minutos com um ônibus especial. Lille também está a menos de uma hora de trem do aeroporto de Paris Charles de Gaulle.

A cidade tem duas estações centrais, distantes apenas 400 metros: a Gare Lille Flandres, com linhas de trem TGV e TER que ligam a Paris, e a Gare Lille Europe, de onde partem os trens Eurostar para Londres Bruxelas e o TGV para as principais cidades francesas.

A Gare Lille Flandres é uma das estações centrais de Lille. Foto: Shutterstock.com

Se locomover de carro também é relativamente simples. Lille conta com vários estacionamentos e vagas pagas nas ruas, que custam de 1,30 a 1,60 Euros. O sistema de transporte público também não deixa a desejar. Com o metrô, um trem especial chamado Tramway e cerca de 60 linhas de ônibus, é possível conhecer a cidade e redondezas tranquilamente. A tarifa é de 1,40 Euros, mas os turistas também podem optar por pacotes por período, mais econômicos.

Lille oferece ainda um excelente City Tour durante todo o ano. Os miniônibus são equipados com sistema audiovisual com material disponível em várias línguas, entre elas inglês e espanhol.  O passeio dura 50 minutos e passa pelos principais pontos turísticos da cidade.

Lille possui hotéis bem localizados e com ótimas tarifas. Um deles é o Best Western Art Déco Euralille, localizado a apenas 10 minutos de caminhada da Vieux-Lille. O Appart’City Lille Grand Palais oferece apartamentos totalmente mobiliados e equipados para estadas curtas ou longas. O Séjours & Affaires Lille Europe está a uma pequena distância das duas estações de trem da cidade.

O Crowne Plaza Euralille está também próximo às estações de trem, proporcionando todo conforto e praticidade das grandes redes hoteleiras.

Opções mais luxuosas são o L’Hermitage Gantois ou o Alliance Lille – Couvent des Minimes, ambos situados em belíssimas construções históricas, oferecendo serviços de alto padrão e restaurantes famosos na cidade.

E você, já esteve em Lille e tem mais dicas sobre a cidade? Deixe seu comentário!

Foto destaque: Shutterstock.com

Esse post foi escrito para o Blog da MalaPronta.com, hotéis no Brasil e no Mundo pelo menor preço!

Mariana Ohde

Mariana é jornalista e cursa pós-graduação em marketing digital. Ela tem grande interesse por mídias sociais, pelas áreas de turismo, intercâmbio e educação internacional. Ama viajar, conhecer pessoas e culturas diferentes. Gosta de fotografia, música, natação, cinema, literatura e é colaboradora do Blog da MalaPronta.com.

Comentários

Comente via Facebook
Comente via InteseDebate (1)

Uma resposta para “Conheça Lille, na França”

  1. lisa disse:

    Morei 8 anos em Lille e realmente a cidade oferece vários atrativos muito bm descritos no post. Fica aqui a dica de um ótimo restaurante localizado no centro de Lille, quase ao lado de l `Opera de Lille : Le Melting Pot, mistura de cozinha mediterrânea e cozinha do mundo, comida deliciosa, variada e preço imbatível, meu lugar favorito quando vou à Lille.

    Lisa

Deixe uma resposta