Rio Grande do Norte, o caribe brasileiro

setembro 11, 2012 Postado por
1

Foto destaque: Leandro’s World Tour/Flickr

Conhecido por suas belezas naturais, águas cristalinas, extensos coqueirais, areias brancas e piscinas naturais, Rio Grande do Norte é considerado o caribe brasileiro!

Fundada em um dia de Natal – 25 de dezembro de 1599 – a cidade de Natal é a ponta do continente Americano mais próxima do continente Africano. Considerada a terceira cidade mais clara do mundo, Natal tem clima tropical, com temperaturas em torno de 28°C o ano todo.

A capital do Rio Grande do Norte surgiu com a chegada de portugueses para colonizar a região. Para enfrentar a resistência dos franceses (que traficavam o Pau Brasil) e dos índios potiguares, a esquadra portuguesa começou a construir uma fortaleza em cima dos arrecifes, hoje chamada de Forte dos Reis Magos.

Dentro do Forte você pode se deliciar com inusitados sabores de sorvetes, como caipirinha, tapioca e tomate. Foto: Mariana Schawb/Flickr

Para ter acesso ao Forte, é cobrado o valor de R$ 3,00 por pessoa. Dentro da fortaleza existe um guia turístico voluntário que explica toda a história de sua construção e da fundação da cidade de Natal.

A cidade tem sua economia baseada principalmente no turismo, seguida pela indústria têxtil. Dentre as inúmeras opções de turismo, no centro da cidade está a Praia de Ponta Negra. O point da capital, Ponta negra é excelente para o banho e tem ótima infraestrutura para o turista: calçadão, policiamento, iluminação, comércio e várias opções de restaurantes, bares, hotéis e pousadas.

Na Praia de Ponta negra está o cartão postal do Rio Grande do Norte, o Morro do Careca, que hoje não permite acesso de turistas, pois está sob proteção ambiental. Foto: Leandro’s World Tour/Flickr

A 25km do sul de Natal, no município de Pirangi, está o maior cajueiro do mundo, o cajueiro de Pirangi. A árvore possui aproximadamente 8.500 m² e produz cerca de 80 mil cajus por ano. As pessoas que visitam a árvore em época de colheita podem se deliciar com as frutas colhidas na hora. A entrada para visitação custa apenas R$ 4,00 por pessoa.

A árvore entrou para o Guiness Book em 1994, quando ainda tinha 2.000m². É possível visualizar toda sua copa do alto de um mirante. Foto: *Marina Almeida/Flickr

Já na Barra do Cunhaú, existe um passeio que une praia deserta e manguezal. O início do passeio se dá com uma escuna – um tipo de barco com cozinha, mesas e que não balança tanto como os outros – que navega cerca de 40 minutos rio adentro. Durante a viagem, é possível degustar drinks diferentes e a famosa caipirinha por preços muito baixos. A primeira parada é no mangue rodeado pela Mata Atlântica. Um guia auxilia os visitantes e explica mais sobre a caça manual de caranguejos. Após demonstrar, os visitantes seguem rumo à Praia da Restinga: uma praia deserta rodeada de barracas de palha que servem a culinária local e bebidas com frutas exóticas.

Com cenário paradisíaco, a praia também é cercada pela Mata Atlântica preservada pelos moradores locais. Foto: Ana Bortoli/Arquivo Pessoal

Um pouco mais distante da capital potiguar, mas não menos bonito, estão os Parrachos de Maracajaú. Uma área de proteção ambiental de arrecifes e corais, suas águas verdes e cristalinas encantam mesmo vistas de longe. O mergulho é feito a 7 quilômetros da costa, onde piscinas naturais são formadas. Nesta excursão podem-se avistar peixes variados, raias e até moréias. Os guias trazem consigo alimento para os peixes, o que deixa o mergulho mais divertido e exuberante. Os passeios podem ser feitos de snorkel ou com aparelhos para mergulho submerso. Os valores variam de R$ 60,00 a R$ 100,00 reais.

Nos Parrachos de Maracajaú podem ser encontradas quatro espécies diferentes de corais, centenas de espécies de peixes, crustáceos, moluscos e algas. Foto: deltafrut/Flickr

No sul do estado está última praia do Rio Grande do Norte que faz divisa com o estado da Paraíba, a Praia do Sagi. Localizada no município de Baía Formosa, a praia é conhecida pelas visitas de golfinhos o ano todo. Nela também visite o parque eólico do estado e a Lagoa do Iriri.

Mais conhecida como Lagoa da Coca-Cola, a Lagoa do Iriri tem a vista mais exótica que o Rio Grande do Norte possui: areias brancas, água avermelhadas e vegetação verde esmeralda. O acesso à lagoa se dá apenas com buggys, que pagam uma taxa para visitação, pois é situada dentro de uma propriedade privada.

Moradores da região afirmam que a argila retirada do fundo da lagoa é rejuvenescedora, assim como suas águas fazem bem à pele e ao cabelo. Foto: Ana Bortoli/Arquivo Pessoal

Ainda no litoral sul, está a praia mais famosa do Brasil, a Praia da Pipa. Procurada pelos estrangeiros e surfistas, ela é o resultado de dunas imponentes e falésias coloridas. Suas águas quentes também servem de abrigo para os golfinhos, que podem ser observados da praia.

A Praia da Pipa é cercada de badalação: de dia a praia conta com surfistas e banhistas na orla toda e à noite o agito nos bares e restaurantes do centro da cidade de Tibau do Sul.

Do alto do Chapadão da Praia de Pipa pode-se observar a Praia do Amor. A lenda diz que o casal que tirar uma foto com esta praia de fundo, eles ficaram juntos para sempre. Foto: Universos Paralelos de Can!/Flickr

Quem visita Rio Grande do Norte não pode deixar de ir à Genipabu. Considerado o melhor passeio do estado, a excursão inclui passeio de buggy pelas dunas de Genipabu, passeio de dromedário e jangada, mergulho na lagoa, esquibunda, aerobunda e ida a praias desertas.

Uma frase muito utilizada pelos bugueiros é “Com ou sem emoção?”. Fica a critério do turista que rumo o passeio irá tomar. Foto: Leandro’s World Tour/Flickr

Onde ficar?

Rio Grande do Norte possui uma rede hoteleira excelente. Para quem deseja se hospedar com vista para o Morro do Careca, uma ótima opção é o Litoral Varandas de Ponta Negra. Ainda em Natal, outra opção é o Hotel Parque da Costeira, situado na Via Costeira – região com os melhores hotéis do estado.

Já na Praia da Pipa, a conforto e lazer ficam por conta do Marinas Resort, composto por chalés que garantem tranquilidade na praia mais badalada do Rio Grande do Norte.

Esse post foi escrito para o Blog da MalaPronta.com, hotéis no Brasil e no Mundo pelo menor preço!

Ana Bortoli
Ana Bortoli

Curitibana de coração, Relações Públicas por opção. Se a saudade não fosse tanta, seria uma comissária de bordo viajada. Sonha em conhecer as Américas e a Europa nas asas de um avião.

Comentários

Comente via Facebook
Comente via InteseDebate (0)

Deixe uma resposta